Pular para o conteúdo
Voltar

Planejamento cria ferramenta de gestão para Ngers

Nayara Takahara | Seplan

Nayara Takahara | Seplan
A | A

A Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan) lançou a ferramenta Painéis de Monitoramento cujo principal objetivo é contribuir com o acompanhamento das ações do governo realizado pelos Núcleos de Gestão Estratégica para Resultados (Ngers). O sistema vem sendo desenvolvido desde o primeiro trimestre deste ano e passou por várias fases de aperfeiçoamento antes de ser apresentado aos futuros usuários. Participaram do lançamento oficial, na sexta-feira (01.12), as Secretarias de Trabalho e Assistência Social (Setas), Desenvolvimento Econômico (Sedec), de Gestão (Seges), da Seplan e da MT Parcerias S.A. (MT PAR).

Os Painéis de Monitoramento reúnem dados que as próprias unidades lançam em diferentes instrumentos, como o Plano Plurianual (PPA), o Plano de Trabalho Anual (PTA), o Relatório de Ações Governamentais (RAG) e o Monitora. Com a plataforma é possível trabalhar com dados de todo o ciclo de planejamento. Além disso, as Secretarias poderão visualizar o percentual de alcance das metas, os problemas mais frequentes que impedem a realização das ações e a situação da execução orçamentária das unidades.

As Secretarias Adjuntas de Planejamento e Gestão de Políticas Públicas (SP/Seplan), e de Informações Socioeconômicas, Geográficas e de Indicadores (SI/Seplan) são as responsáveis pelo projeto.

"Com os painéis, os Ngers poderão produzir relatórios mais confiáveis e mais úteis ao cotidiano das Secretarias. A vantagem de disponibilizar dados de diferentes bases é dar mais consistência e integridade às informações", afirmou o superintendente de Formulação, Monitoramento e Avaliação da Seplan, Alexandre Campos.

Inicialmente os painéis só poderão ser acessados pelos Ngers dos órgãos que estão conectados à infovia do Estado. Mas segundo o superintendente, já está em fase final o processo de aquisição das licenças que permitirão o acesso em qualquer ambiente web, inclusive via tablets e smartphones.

De acordo com a secretária adjunta de Planejamento e Gestão de Políticas Públicas, Carolina Karlinski, este é o primeiro de muitos painéis que serão desenvolvidos. “O próximo passo será a disponibilização de painéis específicos para o governador e os secretários de Estado para que possam acompanhar, passo a passo, as entregas de governo e o andamento das ações prioritárias, permitindo intervir tempestivamente quando considerarem necessário", disse.

Base de dados organizada

Para o desenvolvimento dos painéis foi necessário estruturar toda a base de dados relacionada ao planejamento. Hoje todas as informações inseridas no PPA, no PTA, no Monitora ou no RAG alimentam automaticamente um banco de dados gerenciado pela Secretaria Adjunta de Informações.

"O trabalho mais intenso foi a organização dos dados. Tivemos que estudar o fluxo de cada dado lançado nos sistemas e entender os pontos de intersecção entre eles, os quais, após esta fase, foram inseridos no banco de dados corporativo. Mas isso é recompensado pelo resultado obtido, pois, agora, poderemos utilizar essa mesma base para diversos produtos da SI, como é o caso do Portal de Dados Abertos e o Observatório de Gestão que estão em fase de formatação e construção. Parte destas informações também é consumida pelo Portal de Transparência, sob a administração do Gabinete de Transparência e Combate à Corrupção (GTCC)", comenta o coordenador de Gestão da Informação da Seplan, Adriano Serafini Garcez.





Editorias