Pular para o conteúdo
Voltar

Governo do Estado aprimora o serviço público com a gestão por processos

EGProcess, unidade vinculada à Seplag, já qualificou mais de 700 servidores públicos e atendeu a mais de 31 órgãos e entidades, por meio de capacitações, workshops e oficinas
Nayara Takahara | Seplag

Cerca de 260 servidores públicos do Executivo de MT participaram do 1º Ciclo de Palestras em Gestão por Processos, em julho de 2016. - Foto por: Rafaella Zanol / Gcom MT
Cerca de 260 servidores públicos do Executivo de MT participaram do 1º Ciclo de Palestras em Gestão por Processos, em julho de 2016.
A | A

Desde que foi instituído em 2016, o Escritório de Gerenciamento de Processos (EGProcess), unidade vinculada à Superintendência de Desenvolvimento Organizacional (SDO/Seplag), já capacitou mais de 700 servidores e atendeu mais de 31 órgãos e entidades contribuindo para a elaboração dos manuais e aprimoramento da gestão por processos no Estado.  

Esse é o resultado da ação da Secretaria de Planejamento e Gestão de Mato Grosso (Seplag), que tem disseminado entre os servidores do Executivo estadual a cultura de gestão por processos. Um dos objetivos deste modelo de gestão é elevar o desempenho de órgãos e entidades do governo na prestação de serviços públicos ao cidadão a partir da melhoria e aperfeiçoamento dos processos.

A pasta é o órgão central de desenvolvimento organizacional e tem entre as suas competências, além de disseminar a cultura da gestão por processos, a de promover a governança de processos por meio de capacitações, workshops e oficinas, entre outros.

“A gestão por processos é extremamente importante para a administração pública, pois se trata de um modelo de boas práticas orientado pela eficiência da execução das políticas públicas. A Seplag, por meio da Superintendência de Desenvolvimento Organizacional, está empreendendo este trabalho para implementar a gestão por processo em todas as secretarias e órgãos do governo”, ressaltou o secretário da Seplag, Basílio Bezerra.  

Habilitação

As capacitações têm o objetivo de habilitar os servidores públicos no uso da ferramenta de modelagem de processos organizacionais, adotada pelo Estado, em conformidade com o Decreto nº 1375, que institui o Manual Técnico de Processos e Procedimentos. O Decreto definiu prazo para elaboração dos manuais técnicos de processos e procedimentos do Poder Executivo estadual, tendo 2020 como limite para os processos dos órgãos centrais e 2022 para os órgãos/entidades finalísticas.

A superintendente de Desenvolvimento Organizacional da Seplag, Maria Teresa de Mello Vidotto, explica que o conceito de gestão por processos, que une gestão de negócios e tecnologia da informação, tem como foco a otimização dos resultados das instituições por meio da melhoria contínua dos processos organizacionais.

Vidotto cita a participação do EGProcess nos projetos estratégicos de modernização institucional do  Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) e de implantação do sistema estadual de gestão de documentos.  

“A gestão por processos significa muito mais do que um simples mapeamento das atividades em uma organização. Ela é a base para uma gestão eficiente e ferramenta indispensável no serviço público de excelência”, avaliou a superintendente.

Encontro

Representantes de órgãos e entidades que desenvolvem a gestão por processos no Estado se reuniram, em setembro passado, com objetivo de trocar experiências, alinhar conhecimento e, principalmente, fortalecer os escritórios de processos em Mato Grosso. O encontro ocorreu durante a segunda edição do evento “Café no Escritório” e reuniu mais de 200 pessoas de instituições federais e estaduais. 

Especialistas em gerenciamento por processos de negócio e profissionais de renome nacional e internacional ministraram palestras para o aperfeiçoamento dos participantes. Entre os temas abordados estão inovações na área de processos de trabalho na gestão pública, governança, automação de processo robótico, entre outros.

“O ganho para Mato Grosso é muito grande, tanto para a sociedade com o aumento da eficiência nas entregas públicas, quanto para o próprio servidor público”, comentou a coordenadora do EGProcess, Regina Imada Doy. “É preciso lembrar sempre que atrás de um processo está um servidor e lá na ponta está o cidadão esperando a prestação daquele serviço”, acrescentou.

Café no Escritório

O “Café no Escritório” é uma iniciativa do Executivo estadual e pretende que a cada ano ele seja realizado em conjunto com outros órgãos e entidades. O objetivo é promover o fortalecimento dos escritórios de processos locais e a integração dos órgãos que desenvolvem esse trabalho em Mato Grosso. A edição de 2019 foi realizada pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), em parceria com o Escritório de Gerenciamento de Processos da Seplag.





Editorias