Pular para o conteúdo
Voltar

Seplag realiza workshop de Gestão da Informação

O evento tem o objetivo de apoiar o desenvolvimento da gestão da informação nos órgãos setoriais e da governança de dados.
D`Laila Borges | Seplag-MT

- Foto por: Divulgação
A | A

A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), por meio da Adjunta de Gestão de Políticas Públicas, iniciou nesta quinta-feira, na Escola de Governo, o 1º Workshop de Gestão da Informação. O evento tem o objetivo de apoiar o desenvolvimento da gestão da informação nos órgãos setoriais e da governança de dados, aprimorar conhecimentos básicos para o desenvolvimento de governança de dados e promover um ambiente de equalização dos saberes para a produção de padrões de dados e estruturas.

Além disso, o Workshop busca propiciar a construção de competências básicas para o domínio dos conhecimentos nas áreas de dados abertos e georreferenciamento e provocar uma mudança de atitude das equipes envolvidas com relação ao trabalho que desenvolvem nos órgãos.

De acordo com o secretário Adjunto de Gestão e Políticas Públicas, Anildo Cesário, o curso será fundamental para a consolidação da política de governança de dados no Estado.

“Estaremos discutindo ao longo de todo o treinamento a construção de um modelo que permita ao Estado ter todas as informações organizadas, qualificadas, classificadas, quantificadas e disponíveis à população e aos governantes que permitam as melhores tomadas de decisões e a utilização desse ativo estratégico do Estado”.

Para a coordenadora de Gestão da Informação da Seplag e do curso, Patrícia G. Antunes de Mendonça, o intuito é sensibilizar os servidores da área de Informação e de Tecnologia da Informação dos órgãos e entidades do Estado para a importância da governança de dados e informações dentro do Executivo.

“Temos vários sistemas no Estado que não conversam entre sim. Os servidores precisam fazer vários logins diferentes em sistemas diversos para consolidar informações. Não temos um padrão, normas e regras definidas. Cada novo sistema que é lançado tem normas diferenciadas. Isso acaba gerando retrabalho. Este é o nosso desafio, instituir uma política de governança de dados”.

Os encontros serão semanais, durante um período de sete semanas. Ao final do curso, os participantes deverão ter uma visão ampliada sobre os temas a serem abordados pela gestão da informação e estar aptos a pensarem nos processos necessários à implantação da governança de dados para a gestão da informação no Estado. A partir do workshop serão criados grupos de trabalhos visando desenvolver as resoluções dessas padronizações e formas de trabalho.

Entre os temas a serem abordados estão a Lei de Acesso à Informação, Classificação da Informação, o Guia DAMA DMBOK (que estabelece duas principais diretrizes para tratar o modelo de dados corporativos dentro de uma arquitetura de dados), Taxonomia, Vocabulários Controlados, Lista de Assuntos do Governo, Cadeia de Custódia Digital e Repositórios Arquivísticos, Dados Abertos Governamentais (visão para gestores), Lei Geral de Proteção de Dados, Contextualização do Georreferenciamento e Conceitos Básicos, Dado Geoespacializado, além da apresentação de vários cases já em funcionamento no Estado.

Participam do treinamento servidores da área de informação e de tecnologia da informação de vários órgãos e entidades do Executivo.





Editorias