Pular para o conteúdo
Voltar

Projeto piloto da Seplag é iniciado com treinamento na Secretaria de Educação

Primeira fase do projeto piloto “Desenvolvimento por Competências” foi iniciada com treinamento na Seduc
Nayara Takahara | Seplag-MT

- Foto por: Nayara Takahara | Seplag
A | A

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) é a primeira pasta a receber o projeto piloto “Desenvolvimento por Competências” da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). Nesta terça-feira (28.05), durante todo o dia, foi realizada a primeira fase do treinamento para o mapeamento de competências organizacionais da Seduc.

A oficina de treinamento foi ministrada pela Coordenadoria de Desenvolvimento e Valorização Profissional da Seplag. A coordenadora do setor, Flavia Soares, explica que a ideia da Secretaria de Planejamento e Gestão, como órgão central, é subsidiar o planejamento das ações voltadas para o servidor no ambiente de trabalho, que visem o seu crescimento e desempenho profissional, bem como o da administração pública.

“Por meio de um processo de imersão e do ensino da prática, os servidores que fazem parte da equipe gestora do projeto tiveram o primeiro contato com a metodologia do mapeamento de competências”, relatou a coordenadora que, ainda, ressaltou “a ideia é que a gestão de pessoas tome o seu lugar estratégico dentro da organização”.

O treinamento ao longo desta terça foi dividido em sete etapas. De acordo com a secretária adjunta de Gestão de Pessoas da Seplag, Miramar de Oliveira, o foco da política de desenvolvimento profissional traçada para o Estado é alocar as pessoas certas nos locais certos, para assim “otimizar a força de trabalho e tornar a gestão pública mais eficiente”, acrescentou.

Valorização do Servidor

Segundo Soares o projeto piloto foi pensado em resposta à demanda setorial da Seduc e da Seplag e veio ao encontro das intenções de trabalho priorizadas pelas unidades de Gestão de Pessoas do Executivo estadual, destacadas durante a realização do 1º Fórum Estadual de Gestão de Pessoas de Mato Grosso, em março deste ano.

“A gestão por competência torna a gestão mais dinâmica. Ela vem suprir algumas lacunas que o modelo burocrático imprime nas organizações”, disse. A coordenadora ainda comentou que a Seplag enquanto órgão central irá disseminar as ideias do projeto para todas as setoriais para que elas conheçam o novo modelo de trabalho da Secretaria.





Editorias