Pular para o conteúdo
Voltar

Projeto avalia perfil fisiológico de servidores e estimula atividades físicas

Tese de mestrado de servidor do Sistema Penitenciário estudou comportamento físico e ações prejudiciais à saúde; secretaria está com inscrições bertas para grupos de atividades físicas neste ano
Assessoria | Sesp-MT

- Foto por: Fábio Pires
A | A

Projeto desenvolvido pelo educador físico do Sistema Penitenciário, Fábio Campos Pires, levantou o perfil fisiológico dos servidores da área, assim como o comportamento laboral e aptidões física relacionadas à saúde. O trabalho “Fisiologia do Sedentarismo do Servidor Público” integra a dissertação de mestrado do servidor, que traçou o perfil desse tipo de comportamento prejudicial e criou intervenções eficazes, sem ônus ou investimento financeiro, para desenvolvimento em intervalos entre o expediente.

Fábio destaca que o tempo dispendido com o comportamento sedentário por servidores, em especial do Sistema Penitenciário que atuam na sede da secretaria, pode desencadear prejuízos à saúde e um potencial gatilho para doenças crônicas degenerativas, responsáveis pelo alto índice de afastamentos e licenças para tratamento. “O objetivo sempre foi desenvolver intervenções no intuito de subsidiar com conhecimento prático e teórico, ações que visem melhorar o quadro de saúde em uma perspectiva de promoção e prevenção”, explica o professor.

Para traçar esse perfil foram realizados questionários de anamnese, de prontidão para atividade física, sociodemográfico, ambiente ergonômico, além de inquéritos de diagnóstico subjetivo como escala de trabalho, internacional de atividade física, comportamento sedentário e qualidade de vida. Para avaliar a aptidão física relacionada a saúde foram realizadas avaliações antropométricas, da composição corporal, flexibilidade, dinamômetria e avaliação postural.

Os dados pré e pós intervenção foram organizados de acordo com a assiduidade às aulas. “As aulas eram realizadas no período vespertino, com duas turmas e com duração de 15 minutos cada aula”.

Resultados

O perfil de início dos servidores, independente do sexo, apresenta IMC eutrófico, gordura absoluta e percentual de gordura acima da normalidade, baixos valores de massa isenta de gordura, níveis inadequados de flexibilidade e força. Além de alto nível de estresse laboral e comportamento sedentário severo, tendo como média de tempo em posição de sedestação de sete horas (somatório do tempo de tela, ofício administrativo, comunicação telefônica, reuniões).

Com as intervenções físicas realizadas, os grupos pesquisados obtiveram melhora em todos as variáveis do estudo, enquadrando-se em parâmetros ideais relacionado à saúde.

Fábio conclui que o treinamento físico-laboral proposto no projeto se apresenta como uma inovadora ferramenta na promoção da saúde laboral de servidores públicos, seja pelo baixo custo/benefícios, pelo pouco dispendido de tempo e excelentes resultados com alta significância apresentados aqui. Os valores mensurados são preliminares e específicos para servidores públicos do Estado de Mato Grosso. As informações deste estudo podem contribuir para a área de promoção de saúde, esportiva e da ergonomia do servidor do Estado de Mato Grosso, pois trata-se de uma medida rápida, de fácil aplicação e de baixo custo. No campo da ergonomia e da saúde ocupacional, essas informações podem contribuir no desenvolvimento de produtos e serviços objetivando sempre a saúde do servidor”.

O estudo contou com a colaboração do programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal de Mato Grosso, Gerência de Aplicação, Saúde e Segurança e Secretarias adjuntas Sistêmica do Sistema Penitenciário e de Administração Penitenciária.

Inscrições para atividades 

Estão abertas inscrições para o treinamento físico-laboral, com três atividades distintas: treinamento físico laboral, cardio de alta intensidade e flexionamento físico-laboral. Além dos exercícios físicos, serão realizadas palestras com nutricionistas e psicóloga, com o intuito de desenvolver de forma multidisciplinar o conceito de saúde não-dissociada.

Os interessados devem procurar o servidor Fábio Campos na Coordenação Administrativa da Secretaria adjunta de Administração Sistêmica (prédio da antiga Sejudh) para fazer a inscrição e informações do projeto e datas da avaliação física inicial e setorial.





Editorias